Service Contabilidade alerta sobre prazo do IRPF

03/04/2017

 

A Fuchs CE cuida das estratégias de comunicação e marketing digital da Service Contabilidade e produziu o material veiculado pela empresa sobre o IRPF. Confira:  

 

Falta menos de um mês para encerrar o prazo de entrega do Imposto de Renda Pessoa Física 2017 (ano-base 2016) e os números devem superar as expectativas em Blumenau, onde a estimativa da Receita Federal era receber 80 mil declarações, um crescimento de cerca de 5% em relação às 76 mil apresentadas em 2016. No País, a expectativa é de que 28,3 milhões de contribuintes entreguem a declaração. No Estado, 1,23 milhão (21 mil a mais do que em 2016).

 

O prazo de entrega vai até as 23h59 de 28 de abril e a declaração pode ser enviada online pelo programa próprio da Receita Federal ou pode ser entregue em pendrive.

 

De acordo com a Receita Federal, deverá declarar, neste ano, o contribuinte que recebeu rendimentos tributáveis acima de R$ 28.559,70 em 2016. O valor subiu 1,54% em relação ao ano passado, quando somou R$ 28.123,91 (relativos ao ano-base 2015), embora a tabela do Imposto de Renda não tenha sido corrigida em 2016.

 

Quem optar pelo desconto simplificado abre mão de todas as deduções admitidas na legislação tributária em troca de uma dedução de 20% do valor dos rendimentos tributáveis, limitada a R$ 16.754,34, mesmo valor do ano passado.

 

De acordo com o contador Leomir Minozzo, da Service Contabilidade, houve algumas mudanças na declaração deste ano, o que exige cuidado para evitar a malha fina. Vale lembrar que ano passado

771.801 declarações ficaram retidas, o equivalente a 2,61% das 29.542.894 declarações do ano.

 

“O ideal é delegar a tarefa a um contador de sua confiança que conheça todas as peculiaridades do processo”, alerta. Uma das novidades deste ano é que os contribuintes terão que informar o CPF das pessoas listadas como dependentes e que tenham 12 anos ou mais, completados até a data de 31 de dezembro de 2016. Até o ano passado, a exigência era para dependentes acima dos 14 anos.

 

Multas e sanções

 

Minozzo lembra que há sanções e até multa para contribuintes que não entregam, atrasam ou cometem erros na declaração.  Entre os erros mais comuns, o contador destaca a omissão de rendimentos extras e as inconsistências com o cartão de crédito. “A Receita está atenta até mesmo às redes sociais para certificar-se de que os hábitos do contribuinte batem com seus rendimentos”, avisa.

 

Uma das principais queixas da sociedade com relação ao IRPF diz respeito à defasagem da tabela. Estudo divulgado em janeiro pelo Sindicato Nacional dos Auditores Fiscais da Receita Federal (Sindifisco Nacional) aponta que, entre 1996 e 2016, a tabela do IRPF acumula uma defasagem de cerca de 83%. A defasagem acumulada no ano passado ficou em 6,36% – a maior dos últimos 13 anos. Isso sem contar a correção de 1,54% no limite de isenção.

 

No fim do ano passado, o governo informou que pretendia corrigir a tabela do IR em 5% neste ano, o que valeria, se tivesse sido implementado, para a declaração do IRPF de 2018, referente ao ano-base 2017.

 

Saiba mais: www.servicecontabilidade.com.br

Please reload

Post em destaque

Entrevista TV Univali - Histórias e Conquistas

April 8, 2016

1/2
Please reload

Posts recentes

April 26, 2019

March 8, 2019

Please reload

Arquivo
Please reload

Tags